Depois de três anos casada meu marido saiu do armário

Depois de 24 anos de casamento, meu mundo desabou quando soube que Rafael, o grande amor da minha vida, tinha outra. As palavras de Rafael martelaram em minha cabeça o tempo todo e, quando nos separamos, minha loucura começou. Numa busca obsessiva, corri contra o tempo. Em apenas dois meses, emagreci 27 quilos e, aos 45 anos, paguei um garoto de programa para avaliar o meu desempenho na cama. Fui muito feliz com Rafael, pai dos meus dois filhos. Éramos amigos de ficar horas conversando. Enquanto ele falava, eu alisava o braço daquele homem fogoso, que transava comigo todas as noites.

Casada desesperada procura 834163

Em busca de um companheiropra me ama e me respeita.

Regras de sociabilidade nos permitem agradecer, quando houver uma paquera, sem ter que corresponder a ela! Monica Da Silva Antunes Amado junho 7, pm Eu vivo em um relacionamento abusivo, a muito tempo. O meu companheiro e viciado, bebidas e drogas, me humilha. Amo meus filhos, mas financeiramente estou totalmente dependente desse homem que me oprime. Hj e segunda dia 7 estou aqui com uma noite passo sem dormir, frustada , debilitada e cansada. Tem muito material de graça sobre relações abusivas, narcisismo, violência psicológica, etc.

Perguntas relacionadas

Eles ansiosos por as encontrar. Mais uma vez, em comum: a carência afectiva e a procura de se sentirem aceites, valorizados, desejados e amados. Ou encontram e logo se desencontram. Meses ou anos mais tarde divorciam-se. A perguntar-se como é possível isto acontecer? Mas é esta a realidade. Talvez seja o caminho para encontrar e viver o amor que tanto quer. E quanto aos homens? Elas sentem total indiferença da parte deles quando eles se recusam a falar sobre o amor e se afastam.

Em busca de um companheiro um amor verdadeiro que me respeit

Algo dentro de mim dizia que lá descobriria o que o fez se afastar de mim e da nossa família. Fiquei chocada! Constatei que ele havia me traído com um cariz e que, inclusive, os dois tinham viajado juntos para praia. Ainda teve a cara de pau de significar que podíamos manter o nosso casório, mas que continuaria saindo com outros homens. Fiquei em estado de embate. Passei dias sem comer nem tomar banho. Paralisada em frente à TV assistindo àqueles programas evangélicos, na esperança de que tudo aquilo fosse um pesadelo. Depois disso, ele me pediu um prazo para sair de domicílio, organizar sua vida e procurar um canto pra viver. Os presentes que havíamos ganhado no casamento desapareceram.

Leave a Reply

Your email address will not be published.*